Conheça 3 benefícios de praticar futebol

O preparador físico Marcio Atalla indica três vantagens de se praticar futebol, seja profissionalmente quanto naquela “pelada” com os amigos. Conheça quais são.

Muitas pessoas têm o hábito de assistir e acompanhar o esporte pela TV. Outras costumam jogar esporadicamente na companhia de amigos. Fato é que praticar uma atividade prazerosa é a melhor maneira de incorporar os exercícios físicos à rotina. E com o futebol não seria diferente. A prática do esporte traz uma série de benefícios para o nosso organismo. Veja algumas dicas do preparador físico Marcio Atalla, embaixador do Movimento Comer Bem é Tudo de Bom, sobre as vantagens para a saúde e o que você pode fazer para começar a se movimentar.

1 – Trabalha os músculos

O exercício atua em diversos grupos musculares, mas principalmente os de membros inferiores, como panturrilhas, coxas e posteriores.  O abdômen e glúteos também são bastante exigidos pela modalidade. Vale destacar que dependendo da posição do jogador – atacante, meio-campo, zagueiro ou goleiro, por exemplo – os músculos são trabalhados de forma diferente, apresentando inclusive biotipos bastante característicos.

2 – Queima calorias

O futebol é uma ótima ferramenta para queimar calorias. Claro que o gasto calórico vai depender muito da posição do jogador. Um meio-campo ou lateral, por exemplo, que corre praticamente os 90 minutos por todo o campo, gasta mais energia do que um centroavante, que fica a maior parte do tempo na área do adversário.

Uma pessoa de 70 quilos gasta, em média, 250kcal a cada 30 minutos de jogo em uma pelada, número que pode ser ainda maior em uma partida oficial ou em um treino mais intenso. Já um jogador profissional de 75 quilos chega a gastar até 1300kcal em um treino. “O que é bacana na pelada é que os participantes podem alternar as posições, proporcionando diferentes tipos de trabalho físicos”, diz Atalla.

3 – Incentiva a interação social

Além do trabalho físico, a modalidade permite reunir os amigos e fazer um campeonato à parte. É um momento de interação social. “Esporte coletivo é bom porque cria o compromisso. Se um jogador faltar, acaba com a partida, e o compromisso estimula os boleiros a comparecer. Com isso, eles acabam se movimentando, praticando uma atividade física”, diz o preparador físico. “A ideia é que esse clima vire hábito e a pelada fique estabelecida, com dia, hora e local marcados religiosamente. Isso se chama regularidade no exercício, e esse é o primeiro passo para mudarmos a qualidade de vida“, completa.

Fonte: Revista Viva Saúde

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn