Comer frutas na adolescência reduz o risco de câncer de mama anos depois

Abusar de álcool, por outro lado, pode aumentar a probabilidade de desenvolver a doença.

A qualidade da alimentação é algo que merece atenção desde cedo. E um novo estudo conduzido por pesquisadores de renomadas universidades estadunidenses, incluindo Harvard, traz mais uma prova disso. Os cientistas analisaram os hábitos de mais de 90 mil mulheres durante 20 anos. Ao se debruçar especialmente sobre as informações referentes à dieta, eles descobriram que o grupo que consumia cerca de três porções de frutas por dia na época da adolescência tinha até 25% menos risco de encarar o câncer de mama na meia idade. Banana, maçã e uva se mostraram particularmente benéficas nesse sentido. Se você é do time que privilegia os sucos em vez das frutas, vale contar que os cientistas não encontraram nenhuma relação entre a ingestão da bebida (tanto na adolescência como no início da fase adulta) e uma proteção contra tumores na mama.

Agora, tem um porém. Investir nas frutas pode não ajudar muito se o álcool entrar na jogada. Para outra pesquisa, especialistas dinamarqueses acompanharam cerca de 22 mil mulheres na pós-menopausa. A parcela que aumentou a ingestão de álcool para dois drinques por dia, ao longo de cinco anos, viu subir em 30% o risco de câncer de mama. Já aquelas que diminuíram o consumo durante o mesmo período não apresentaram nenhum risco significativo associado à doença.

Fonte: MdeMulher

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Iniciar atendimento
Olá!

Seja bem-vindo a Central de Relacionamento Tommasi. Tem alguma dúvida sobre algum serviço ou procedimento, estamos à disposição para melhor atendê-lo.

Nosso atendimento funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 17h30 e aos sábados – Das 7h30 às 12h. Em outros horários, envie uma mensagem na nossa página Fale Conosco.