7 dicas para driblar a insônia

A qualidade do sono está diretamente relacionada com o nosso dia a dia – e nem sempre é fácil identificar o que pode estar atrapalhando você. Consultamos especialistas para explicar o que é preciso para se ter uma noite tranquila e bem dormida.

1. IDENTIFIQUE O SEU PROBLEMA

São muitos os fatores que podem causar insônia. Um deles pode estar relacionado a distúrbios psicológicos, tais como depressão e ansiedade. Se esse for o caso, busque uma rotina mais tranquila. “A insônia afeta o bom funcionamento do sistema nervoso e central, alterando o equilíbrio geral do organismo”, explica Álvaro Pentagna, neurologista do Hospital São Luiz.

Técnicas de respiração como meditação e ioga podem ajudar.

2. MANTENHA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Frutas, legumes e verduras são necessários para o bom funcionamento do corpo. Evite o consumo de álcool caso sofra de insônia. “Ele causa a fragmentação do sono”, completa Luciano Magalhães Melo, neurologista do Hospital Paulistano. “Embora a bebida cause sonolência, na verdade é um estímulo para manter-se acordado”, afirma.

A ingestão de comidas pesadas antes de deitar pode causar desconforto. Evite-as à noite.

3. PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS REGULARMENTE

“O horário ideal é de manhã, uma vez que a exposição ao sol ajuda a manter o bom funcionamento do organismo e a dormir melhor”, garante Álvaro Pentagna.

Gastar energia é importante, portanto, se durante o dia for difícil encontrar tempo, é melhor fazer à noite do que não fazer.

4. CRIE UM AMBIENTE PROPÍCIO PARA DORMIR

Evite se distrair ao se deitar. São vários os estímulos para nos manter acordados: televisão, computador, celular… “A luminosidade desse aparelhos está associada a uma atividade que prende a nossa atenção e, consequentemente, atrapalha o sono”, conta o neurologista.

5. VÁ PARA A CAMA SOMENTE PARA DORMIR

Desapegar-se do costume de usar a cama para ler, comer ou trabalhar contribuiu para o corpo entender que aquele é um ambiente de relaxamento. “É importante que a cama seja usada exclusivamente para dormir, pois o nosso cérebro irá se habituar a essa realidade”, afirma o neurologista.

6. MANTENHA UMA ROTINA

Crie uma rotina na hora de deitar e levantar, mantendo períodos regulares para ambos. “O habito de dormir ou acordar muito tarde pode gerar insônia”, reforça Luciano Magalhães Melo.

7. SE, AINDA ASSIM, NÃO CONSEGUIR PEGAR NO SONO, SAIA DA CAMA!

“É necessário que a pessoa associe a cama ao ato de dormir rapidamente, e não à frustração de não conseguir pegar no sono”, completa o neurologista. Ficar deitado à toa pode confundir o cérebro. Levante-se, aguarde alguns minutos, e volte a deitar somente quando estiver com sono.

Procure um neurologista ou psiquiatra caso os sintomas persistam. “A própria insônia pode ser o sintoma de alguma doença, como, por exemplo, a depressão”, finaliza.

Fonte: M de Mulher

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Iniciar atendimento
Olá!

Seja bem-vindo a Central de Relacionamento Tommasi. Tem alguma dúvida sobre algum serviço ou procedimento, estamos à disposição para melhor atendê-lo.

Nosso atendimento funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 17h30 e aos sábados – Das 7h30 às 12h. Em outros horários, envie uma mensagem na nossa página Fale Conosco.