Tommasi é o primeiro laboratório brasileiro certificado para realizar o exame toxicológico em cabelos ou pelos

O primeiro laboratório brasileiro certificado ISO/IEC 17.025:2005, com requisitos específicos de toxicologia forense reconhecidos internacionalmente, é o Tommasi Laboratório.

A lei n° 13.103 que entrou em vigor no Brasil no último dia 02 de março obriga o motorista profissional a realizar o exame de drogas por análise do cabelo ou pelos em duas ocasiões: durante a renovação da carteira ou previamente à admissão/demissão. Até o momento, nenhum laboratório brasileiro possuía tecnologia e certificação exigida pelo Ministério do Trabalho para realizar a análise clínica do exame. Apenas a coleta do material era feita por alguns laboratórios, mas todo o material recolhido era enviado para laboratórios americanos realizarem efetivamente o exame.

A Portaria do Ministério do Trabalho exige que os exames toxicológicos tenham a janela de detecção mínima de 90 dias para consumo de substâncias psicoativas e que testem a presença de um escopo de drogas de, no mínimo: maconha e cocaína e seus derivados, incluindo o crack, opiáceos, incluindo codeína, morfina e heroína, anfetaminas e metanfetaminas, ecstasy, anfepramona, femproporex e mazindol.

A validade do exame é de 60 dias, a partir da data da coleta da amostra. Isso significa que a frequência de realização do exame, principalmente para as empresas, será contínua e questões como agilidade no resultado e contato pessoal com fornecedor são de extrema importância na hora de fechar um contrato. A valorização à mão de obra qualificada local e ao alto investimento de uma empresa brasileira para a execução de um exame tão refinado e importante também devem ser levados em conta.

VEJA CERTIFICAÇÃO AQUI

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn