• 14 ABR 20
    • 0
    Porque os exames são diferentes para pesquisa desse (e outros) vírus?
    Como utilizar os testes de COVID-19

    Como utilizar os testes de COVID-19 – Download da imagem

    No momento inicial da infecção, os únicos métodos que permitem detectar a presença do vírus, são aqueles que detectam o seu material genético nas amostras coletadas, como o método da PCR. No caso do SARS-CoV-2 é o RNA viral, que será inicialmente transformado em cDNA (DNA Complementar), por isso chamada de RT-PCR, para depois ser amplificado e detectado.

    Já os métodos sorológicos (seja por ELISA, Testes-Rápidos, Quimioluminescência, etc) que detectam anticorpos contra o Vírus, são métodos indiretos, e necessitam que o sistema imunológico produza resposta imune específica contra partes (antígenos) do Vírus, o que demora cerca de 2 semanas para acontecer… Logo, não são capazes de detectar os portadores do vírus no início.

    Também existem métodos que detectam presença de antígenos virais nas amostras. Estes ficam entre os métodos de PCR e os sorológicos que detectem apenas anticorpos, do ponto de vista da capacidade de detecção em relação ao tempo decorrido de infecção, e podem ter mais utilidade neste momento de triagem.

    Por José Robson Venturim
    Farmacêutico – Bioquímico | Tommasi Laboratório

    Deixe um comentário →

Deixe um comentário

Cancel reply